Archive for Maio, 2020

AESDP e FPS colaboram em projeto de sinalética nas praias

A Federação Portuguesa de Surf (FPS) e a Associação de Escolas de Surf de Portugal (AESDP) lançam hoje uma campanha de comunicação assente na sinalética a adotar nas praias nacionais com vista à prevenção do COVID e etiqueta de surf, numa chamada de atenção às autoridades e sociedade civil para o papel das escolas de surf enquanto agentes ativos na gestão daquele que é o seu espaço de ação por excelência: a praia.

A campanha assenta em dois cartazes: um dedicado às medidas de prevenção de contágio com a COVID-19, e outro de etiqueta de surf, duas questões que se complementam e que contribuem para uma melhor (e mais segura) fruição do surf.

O presidente da Federação Portuguesa de surf, João Aranha, contextualiza assim a campanha conjunta: “É uma colaboração entre a Federação e a Associação para uma maior sensibilização dos utentes das nossas praias e uma abertura à colaboração com as autarquias no sentido de implementar uma sinalética mais clara neste contexto pandémico que exige, acima de tudo, uma comunicação eficaz e abrangente.”

Por sua vez, Afonso Teixeira, Diretor Executivo da AESDP, reforça: “O objetivo desta campanha é, acima de tudo, destacar o papel das escolas de surf como agentes que dão apoio à gestão das praias e contribuir com sinalética para ajudar na comunicação na praia.”

A FPS e AEDSP esperam agora um bom acolhimento por parte das autarquias costeiras para transformar esta campanha em sinalética física de apoio nas praias de norte a sul do país.

Top

PROJETO MELHOR TURISMO 2020

Informação atualizada, de maio de 2020, sobre o projeto Melhor Turismo 2020, financiado pela Confederação do Turismo de Portugal (CTP) através do Portugal 2020, de FORMAÇÃO e CONSULTORIA para as empresas do surf, em parceria com a entidade formadora e consultora Biosphere Portugal.

Principais informações:

  • Este projeto é destinado às empresas que operam nas regiões Norte, Centro ou Alentejo – se não tiverem sede em uma destas regiões, devem comprovar que desenvolvem atividade numa das regiões;
  • Devido à situação atual, decidimos comparticipar o custo que as empresas teriam para participar. Assim, a participação no projeto é gratuita, mediante um compromisso de participar em pelo menos 95% das horas de formação e consultoria;
  • A participação no projeto atribui as 10 unidades de crédito IPDJ necessárias à revalidação das cédulas de treinadores.

Áreas de Intervenção:

  • Gestão de recursos e Economia Digital: 72 horas de consultoria + 48 horas de formação; 
  • Implementação e Certificação de Sistema de Gestão de Boas Práticas de Sustentabilidade: 60h de consultoria + 40h de formação. 

Download Apresentação Projeto

Top

ESCLARECIMENTO: ATIVIDADES DE ENSINO DE SURF

Com o intuito de esclarecer toda a comunidade quanto à legalidade das aulas e treinos de surf nesta fase do desconfinamento, produzimos um documento de esclarecimento juntamente com a Federação Portuguesa de Surf (FPS).

Tendo em conta toda a desinformação que foi sendo vinculada ao longo dos últimos dias, as escolas que tinham retomado a sua atividade estavam a ser vistas como incumpridoras, quando a atividade é já permitida em várias regiões.

Assim, decidimos junto da FPS transmitir um sinal de união pela importância do momento que atravessam as escolas de surf, defendendo-as ao esclarecer toda a comunidade que a atividade que desempenham é já legalmente permitida.

Consultar o comunicado neste link.

Top
Página 1 de 1