PRIMEIRO CERTIFICADO DE QUALIDADE DE ESCOLAS DE SURF CONTINUARÁ A SER ATRIBUÍDO EM 2022

A Associação de Escolas de Surf de Portugal (AESP) vai dar continuidade ao projeto pioneiro a nível nacional, iniciado em 2021, que pretende contribuir para a valorização das escolas de surf e ajudar a regulamentar o setor, através da atribuição de um selo de qualidade.


Numa altura em que se verifica um contínuo crescimento das atividades de deslize em ondas e o consequente aumento do número de operadores de ensino, surge a necessidade de criar uma ferramenta que permita distinguir aqueles que, além dos requisitos legais, cumprem também com os critérios de Qualidade e Segurança.


Assim, em 2021, surgiu o primeiro Certificado de Qualidade de Escolas de Surf, criado com o intuito de incentivar as escolas de surf a adotarem boas práticas de atuação, centradas na prestação de serviços de qualidade em segurança, com base em princípios de concorrência leal e saudável. Através da atribuição de um selo de qualidade, pretende-se premiar as Escolas que cumprem com requisitos específicos de Qualidade e Segurança, de modo a diferenciar e valorizar estes operadores num mercado crescentemente diferenciado e competitivo.


Para se tornarem membros certificados, as escolas de surf terão de cumprir com requisitos específicos, sendo de destacar a obrigatoriedade de estarem licenciadas pelo Município e/ou Capitanias durante todo o ano, terem vínculo laboral com os Treinadores e comprovarem a participação em formação em resgate aquático, primeiros socorros e/ou Suporte Básico de Vida, nos últimos 3 anos, de pelo menos um dos membros da equipa de Treinadores.


Os membros certificados irão, também, receber um Kit completo do Certificado de Qualidade, incluindo Cartões de Surfista para diferenciar os níveis dos seus alunos. O regulamento de funcionamento e adesão ao Certificado, bem como o Código de Conduta e Segurança, o Cartão de Surfista e outros documentos relevantes sobre a certificação, podem ser consultados aqui.