SURF & RESCUE DE VOLTA PARA TERMINAR A EDIÇÃO DE 2022 COM QUATRO AÇÕES

O Surf & Rescue, projeto único em Portugal que une o Surf e o Salvamento Aquático, está de regresso às praias nacionais pelo 3º ano consecutivo, e, depois de ter passado por Sesimbra, Ericeira e Viana do Castelo, vai agora para as últimas quatro ações do ano, começando em Cascais, seguindo para Faro, Lourinhã e, por fim, terminando na Ilha de São Miguel, na Ribeira Grande.


WWW.SURFRESCUE.PT


A iniciativa, que une Surfistas, Escolas de Surf e Nadadores Salvadores e nasce de uma parceria entre a Associação de Escolas de Surf de Portugal (AESP), o Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) e a Fundação Vodafone Portugal, tem três ações agendadas para o mês de Setembro, em Cascais (dia 16), Faro (dia 18) e Lourinhã (dia 23). A derradeira etapa de 2022 terá lugar na Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, Açores, no dia 1 de Outubro.


Através de uma série de formações, que se vão realizar por todo o país, a meta maior do ‘Surf & Rescue’ passa por dotar os participantes (surfistas, treinadores, outros membros e trabalhadores de Escolas e Clubes de Surfing e ainda nadadores salvadores) de mais competências para poderem contribuir para o salvamento de pessoas em risco de afogamento nas praias locais. A realização desta formação em surf e salvamento aquático atribui, ainda, unidades de crédito para a renovação de cédulas de Treinador IPDJ.


Este tipo de ações tem como objetivo dotar os participantes de mais competências para poderem contribuir para o salvamento de pessoas em risco de afogamento nas praias locais, visto que todos os cuidados são poucos para evitar mais perdas de vidas. Em 2021, morreram 31 pessoas afogadas no mar em Portugal, sendo que 12 desses afogamentos aconteceram em praias de banhos, segundo o relatório anual do Observatório do Afogamento.


As inscrições são gratuitas e limitadas, podendo ser feitas através do site oficial do projeto (www.surfrescue.pt).